Cabo Verde fala de custos incalculáveis devido a desastres naturais

21 maio 2013

Ministra do Interior do país discursou na Plataforma Global de Redução de Riscos de Desastres, em Genebra; governante fez homenagem às vítimas do tornado desta segunda-feira, em Oklahoma.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Cabo Verde destacou o impacto do aumento de desastres naturais sobre os países e as populações, num discurso na Plataforma Global de Redução de Riscos de Desastres, em Genebra.

O pronunciamento foi feito pela ministra do Interior, Marisa Helena Nascimento Morais.

Mudanças 

“Os custos humanos e sociais são incalculáveis e os custos económicos da urbanização são enormes. A urbanização acelerada, a pressão pelo rápido crescimento económico, a par dos fatores associados às mudanças climáticas com impactos cada vez mais percetíveis podem acelerar, ainda mais, esta tendência.”

Segundo as Nações Unidas, os desastres naturais custam cerca de US$ 2,5 bilhões. O encontro da Quarta Plataforma Global para Redução dos Riscos de Desastres tem como tema: “Investir hoje para um amanhã mais seguro: pessoas resilientes, planeta resiliente.”

Prevenir 

As Nações Unidas pediram o apoio do setor privado para prevenir os desastres nos países mais propensos a acidentes naturais.

Na semana passada, o setor prometeu uma assistência de “biliões de dólares” para a construção de infraestrutura que ajude a mitigar desastres naturais.

Tornado

Ao abrir o seu discurso no evento, a governante cabo-verdiana manifestou solidariedade às vítimas do tornado que, nesta segunda-feira, atravessou a cidade norte-americana de Oklahoma.

Agências noticiosas apontam a confirmação de mais de 20 mortos, e de outros 40 corpos que teriam sido encontrados nos escombros.  O tornado destruiu casas, escolas e hospitais, em Moore, uma das áreas mais afetadas.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud