Na ONU, Cabo Verde se solidariza com vítimas do tornado em Oklahoma
BR

21 maio 2013

Ao discursar em evento da ONU sobre redução de desastres, ministra do Interior lembrou das dezenas de mortes e estragos causados pela passagem do tornado na cidade.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O governo de Cabo Verde expressou solidariedade às vítimas do tornado, que atravessou a cidade de Oklahoma, nos Estados Unidos, nesta segunda-feira.

Segundo agências de notícias, as autoridades americanas confirmaram a morte de mais de 20 pessoas, e disseram que outros 40 corpos teriam sido encontrados nos escombros.  O tornado destruiu casas, escolas e hospitais, em Moore, uma das áreas mais afetadas.

Palavra de Coragem

Ao discursar no encontro das Nações Unidas sobre a Plataforma Global de Redução de Riscos de Desastres, em Genebra, a ministra do Interior de Cabo Verde, Marisa Helena Nascimento Morais, falou sobre Oklahoma.

“Permitam-me começar por dirigir as minhas primeiras palavras à população de Oklahoma City, vítima no dia de ontem de um tornado cujas imagens, certamente, alguns de nós acompanharam na televisão. É pois um voto de pesar e também uma palavra de coragem, que em nome do governo de Cabo Verde, e em meu nome pessoal aproveito esta oportunidade para transmitir.”

Setor Privado

O encontro da Quarta Plataforma Global para Redução dos Riscos de Desastres tem como tema: “Investir hoje para um amanhã mais seguro: pessoas resilientes, planeta resiliente.”

As Nações Unidas pediram apoio ao setor privado para prevenir os desastres nos países mais propensos a acidentes naturais. Na semana passada, o setor prometeu uma assistência de “trilhões de dólares” na construção de infraestrutura que ajude a mitigar desastres naturais.

A ministra cabo-verdiana lembrou do impacto sobre países e populações com o aumento dos acidentes.

“Os custos humanos e sociais são incalculáveis e o custos econômicos da urbanização são enormes. A urbanização acelerada, a pressão pelo rápido crescimento econômico, a par dos fatores associados às mudanças climáticas com impactos cada vez mais perceptíveis podem acelerar, ainda mais, esta tendência.”

Segundo as Nações Unidas, os desastres naturais custam cerca de US$ 2,5 trilhões, o equivalente a R$ 5 trilhões.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud