ONU defende tecnologia a serviço da redução de acidentes de trânsito

ONU defende tecnologia a serviço da redução de acidentes de trânsito

UIT diz que trabalha em sistemas de transportes inteligentes para garantir  segurança dos condutores; Secretário-Geral destaca opções para salvar vidas neste Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade de Informação.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O papel das tecnologias no esforço global para reduzir as mortes no trânsito foi realçado, esta sexta-feira, pelas Nações Unidas. Estima-se que 1,3 milhão de pessoas perdem a vida, anualmente, devido aos acidentes de viação.

O Secretário-Geral, Ban Ki-moon, destacou uma série de opções para ajudar a tornar as estradas e os veículos mais seguros, além da possibilidade de salvar milhões de vidas.

17 de maio

O pronunciamento foi feito no âmbito do Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade de Informação, assinalado neste 17 de maio.

Em mensagem, Ban menciona o uso dos sistemas de transporte inteligentes e dos dispositivos de navegação para reduzir o congestionamento, além de radares para ajudar na prevenção de acidentes.

Perdas

A União Internacional de Telecomunicações, UIT, estima que as perdas globais causadas a governos e indivíduos devido aos acidentes rodoviários superam os US$ 518 mil milhões.

Por ocasião da data, a agência pediu que, ao volante, os condutores não se deixem distrair pela tecnologia, seja pela necessidade fazer chamadas dos seus telemóveis ou de ajustar os sistemas de navegação.

Mensagens

A UIT pede também que seja evitado, a todo o custo, o envio de mensagens de texto durante a condução pelo seu caráter “extremamente perigoso”.

A agência anunciou que esforços mundiais estão em curso para desenvolver normas de Teccnologias de Informação e Comunicação para sistemas de transporte inteligentes e segurança dos condutores.

Estas devem integrar aspetos como computadores, comunicação, posicionamento e tecnologias de automação, além de incluir radares nas viaturas com vista a evitar colisões.