Brahimi saúda ação para resolver crise síria anunciada pelos EUA e Rússia

8 maio 2013

Chefes da diplomacia dos dois países anunciaram que devem convocar uma conferência internacional; enviado conjunto da ONU e da Liga Árabe diz tratar apenas de um primeiro passo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O enviado conjunto da ONU e da Liga Árabe para a Síria, Lakhdar Brahimi, saudou o anúncio dos Estados Unidos e da Rússia de que ambos irão trabalhar em conjunto para encontrar uma solução política para a nação do Médio Oriente. 

Agências noticiosas referem que, esta terça-feira, em Moscovo, os dois países disseram que devem convocar uma conferência internacional para o efeito. A informação foi dada pelo secretário de Estado norte-americano, John Kerry, e o ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov.

Liderança

De acordo com as agências, a iniciativa deve ser realizada no âmbito do Grupo de Ação para a Síria, criado em junho passado. Brahimi pediu aos dois estados que exerçam liderança no grupo, e trabalhem em conjunto para iniciar o processo de implementação da Declaração de Genebra.

Para Brahimi, o novo desenvolvimento constitui  um primeiro “passo muito significativo” para seguir em frente, mas reafirmou que se trata “apenas de um primeiro passo.”

Ajuda

Para o enviado, o anúncio também é a primeira notícia esperançosa sobre o país, que sublinha que é “infeliz há muito tempo”. De acordo com a ONU, mais de 70 mil pessoas já morreram devido aos confrontos entre o governo e a oposição e outros 6,8 milhões carecem de ajuda urgente.

Brahimi participa na capital irlandesa, Dublin,  numa reunião do grupo de líderes globais, defensores da paz e dos direitos humanos, conhecido por The Elders.

Processo

Para ele, há todas as razões para esperar que os outros três membros permanentes do Conselho de Segurança e todos os integrantes do órgão trabalhem em conjunto, entre si e com o Secretário-Geral, para levar o processo adiante.

Brahimi lembrou que todos os sírios devem ocupar um lugar de destaque no processo, que deve ser “lançado o mais cedo possível”. Ele realçou a importância de mobilizar a região no apoio ao processo na Síria.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud