Angola e Guiné-Bissau avançam entre os “frágeis” e afetados por conflitos

1 maio 2013

Como parte do grupo que integra 20 países com desafios políticos ambos devem alcançar pelo menos um dos objetivos de Desenvolvimento do Milênio; Timor-Leste deve reduzir o índice de mortalidade materna.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Banco Mundial divulgou uma análise, nesta quarta-feira, que aponta para o alcance de pelo menos uma entre as oito Metas de Desenvolvimento do Milénio pelo grupo de 20 nações “frágeis” e afetadas por conflitos.

Apesar dos desafios políticos e económicos, a Guiné-Bissau deve conseguir alcançar a meta da melhoria no acesso à água potável até 2015, o fim do prazo dos Objetivos do Milénio.

Mortalidade

Por outro lado, Angola e Timor-Leste poderão reduzir o índice de mortalidade materna.

De acordo com o órgão, os dados contrastam com um levantamento feito há dois anos, quando foi identificado que nenhuma nação do grupo tinha atingido qualquer dos objetivos.

Pobreza Extrema

O estudo indica que Timor-Leste está entre os oito países que conseguiram diminuir pela metade o número de pessoas a viver na pobreza extrema, ou com menos de US$ 1,25 por dia.

A nação do sudeste da Ásia também é mencionada pelos progressos para o alcance da igualdade de género da educação, ao lado do Mianmar, Burundi e Chade, ao equilibrarem a proporção de alunos e alunas.

Análise

Além dos três países de língua portuguesa, a análise do Banco Mundial cita também nações como Afeganistão, Iraque, Líbia, Nepal, Síria, Togo e os territórios da Cisjordânia e da Faixa de Gaza. O órgão lembra que uma nação “frágil não é uma nação fracassada”.

O presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, ressalta que apesar dos progressos no desenvolvimento, os “desafios que algumas nações enfrentam são extremamente difíceis.”

A menos de mil dias até o prazo para o cumprimento das Metas do Milénio, o Banco Mundial destaca que apenas um quinto dos países afetados por conflitos estão a conseguir atingir os objetivos de redução da pobreza.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud