Entrevista: Joaquim Chissano

30 abril 2013

O antigo presidente de Moçambique pediu atenção internacional para saúde e direitos sexuais e reprodutivos. Para o ex-governante, os governos devem investir em recursos humanos, materiais, financeiros e infraestrutura para completar a educação sobre o tema dado nas famílias.

Nas Nações Unidas, Chissano representou um grupo global de advocacia que analisa o Programa de Ação da Cimeira das Nações Unidas sobre a População, realizada no Cairo em 1994.

Nesta conversa com a Rádio ONU, em Nova Iorque, o desenvolvimento e o acesso ao aborto seguro para os jovens também são assinalados ao lado das  doenças de transmissão sexual, dos tabus e dos problemas da migração.

A Força Tarefa para a Promoção da Saúde e dos Direitos Sexuais e Reprodutivos aborda a educação sobre a questão e o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio.

Acompanhe a entrevista a Eleutério Guevane.

Tempo total: 10’19’’.