OMS e Unicef querem erradicar a poliomielite em seis anos
BR

25 abril 2013

Plano global das agências vai investir mais de US$ 5 milhões em infraestrutura e em programas de apoio e desenvolvimento; objetivo é vacinar 250 milhões de crianças.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

Agências das Nações Unidas saudaram o lançamento de um plano global para eliminar a pólio até 2018. O programa  orçado em US$ 5,5 bilhões, aproximadamente R$ 11 bilhões, foi apresentado, esta quinta-feira, por várias organizações internacionais.

A estratégia foi apresentada na Cimeira Mundial de Vacinas em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. A previsão é alcançar e vacinar mais de 250 milhões de crianças, várias vezes por  ano, além de monitorar e aumentar a vigilância em mais de 70 países.

Planos

A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde disse que a vasta experiência, infraestrutura e conhecimentos adquiridos com planos de erradicação da pólio devem ajudar a levar serviços essenciais de saúde a todas as crianças e comunidades.

Margaret Chan afirmou que o plano reforça o otimismo com novos conhecimentos sobre os vírus da polio, tecnologias e táticas para alcançar as comunidades mais vulneráveis.

Já o diretor executivo do Fundo da ONU para a Infância, Unicef, Anthony Lake, disse que acabar com a poliomielite não será apenas um feito histórico para a humanidade. Para ele, também será parte dos esforços de alcance às crianças em locais de díficil acesso com uma série de vacinas.

Doadores

No âmbito da Iniciativa Global de Erradicação da Pólio, líderes e filantropos de todo o mundo comprometeram-se a doar 75% do valor. Um apelo foi feito a doadores adicionais para a concessão de US$ 1,5 bilhão para garantir a erradicação.

O plano é visto como uma “oportunidade para erradicar a doença”. Dados oficiais mostram que foram registrados 223 casos de crianças com poliomielite em 2012. Este ano, de janeiro até agora, apenas 19 menores tiveram o problema, no que é tido como o nível mais baixo de todos os tempos.

Vacina

Trata-se do primeiro plano simultâneo para erradicar todos os tipos do vírus da doença, incluindo o vírus selvagem. A iniciativa também pretende garantir infraestrutura e apoiar programas de saúde e de desenvolvimento.

Os avanços conquistados no ano passado, são vistos como uma  “oportunidade” para conter a transmissão do vírus da polio, antes que ocorra a reinfecção em países já livres da doença.

* Apresentação: Edgard Júnior

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud