Conselho de Segurança diz que violência na Síria é inaceitável
BR

19 abril 2013

Países-membros condenaram violações dos direitos humanos cometidas pelo governo sírio e por grupos armados; órgão quer que civis sejam protegidos.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Conselho de Segurança da ONU afirmou que a violência na Síria é totalmente inaceitável e deve acabar imediatamente.

A declaração foi feita pelo embaixador de Ruanda, Eugéne-Richard Gasana, que ocupa a presidência rotativa do órgão neste mês de maio.

Direitos Humanos

Os países-membros do Conselho de Segurança condenaram as violações dos direitos humanos cometidas pelas autoridades sírias e pelos grupos armados.

Eles criticaram os incidentes de violência sexual, como também, os abusos cometidos contra crianças, incluindo o recrutamento e o uso de menores de idade nos conflitos.

Os representantes dos países pediram a todas as partes envolvidas que protejam a população civil e respeitem as leis internacionais humanitárias e de direitos humanos.

Impunidade

Segundo eles, é necessário garantir que não haja impunidade para esses tipos de crimes.

O Conselho de Segurança pediu ainda que os dois lados do conflito permitam que as organizações de ajuda possam alcançar todas as regiões da Síria para atender aos necessitados.

O órgão quer também que os Estados membros cumpram com a promessa de doações feita na Conferência Internacional de países doadores, ocorrida em janeiro, no Kuwait.

Os membros do Conselho de Segurança reiteraram o chamado para um cessar-fogo total e para a necessidade de um processo que leve a uma transição política no país, tendo como base o comunicado do Grupo de Ação de Genebra, firmado em junho do ano passado.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud