Unodc diz que crime organizado ameaça região da Ásia e Pacífico
BR

17 abril 2013

Relatório da agência da ONU disse que criminosos criaram um mercado de contrabando de US$ 90 bilhões; área registrou rápido crescimento econômico nos últimos anos.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, afirmou que o crime organizado ameaça a região do leste da Ásia e do Pacífico.

Segundo o relatório da agência da ONU, os criminosos criaram um mercado de contrabando paralelo ao comércio legal, que movimenta aproximadamente US$ 90 bilhões, equivalente a R$ 180 bilhões.

Crescimento

O Unodc informou que a área registrou um rápido crescimento econômico e mudanças sociais nas últimas décadas que acabaram gerando desafios para as autoridades públicas.

O documento separou os mercados de contrabando em quatro partes. A primeira, de pessoas, que incluiu tráfico humano e contrabando de imigrantes, seguido de narcóticos, com heroína e metanfetaminas.

As outras duas partes são, ambiental, que inclui vida selvagem, produtos de madeira e substâncias que causam danos à camada de ozônio. Por último, produtos gerais, que correspondem aos materiais falsificados e medicamentos ilegais.

Drogas

Segundo o Unodc, o tráfico de drogas representa um terço do total dos crimes organizados transnacionais. Os produtos falsificados correspondem a negócios de mais de US$ 24 bilhões, já os de remédios atingem mais de 20% desse total.

Os produtos ambientais ilegais fecham o ciclo, num comércio avaliado em quase US$ 24 milhões.

O objetivo do relatório do Unodc é contribuir para a criação de políticas e programas de desenvolvimento para a região. Segundo a agência, é importante integrar respostas nacionais nas estratégias internacionais para combater esses problemas.

Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News 

Baixe o aplicativo/aplicação para  iOS ou Android

Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud