Grupos minoritários em África necessitam de proteção, diz relatora

12 abril 2013

Especialista independente da ONU para questões de minorias pediu aos governos do continente que protejam as populações mais vulneráveis.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova Iorque.*   

A relatora independente da ONU para Questões de Minorias, Rita Izsák, alertou que centenas de grupos minoritários em África necessitam de proteção.

O apelo foi feito na 53ª sessão da Comissão Africana sobre os direitos humanos e das pessoas, em Banjul, capital da Gâmbia.

Debate

A relatora disse que o debate semântico entre o que são minorias e o que são povos indígenas não pode evitar que as autoridades lidem com a situação frágil das comunidades minoritárias por toda a região africana.

Izsák destacou a importância da Comissão Africana dedicar atenção específica aos assuntos do setor. Segundo ela, entre as questões estão não só a etnia, mas também as minorias religiosas e linguísticas.

Tensões

A especialista afirmou que o cumprimento dos direitos das minorias representa um fator essencial para evitar o surgimento de tensões e é um elemento chave de boa governação.

No encontro, a relatora disse estar confiante na continuidade do diálogo para fortalecer os esforços e as atenções com  vista a proteger e a promover os direitos das minorias em África.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud