UIT alerta para perda de recursos por não reciclar lixo eletrónico

UIT alerta para perda de recursos por não reciclar lixo eletrónico

Agência revela benefícios da aposta nos resíduos como oportunidade;  capacitação e transferência de tecnologias de reciclagem para países em desenvolvimento tidas como meios para diminuir desperdícios e poluição.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Uma grande parte de recursos valiosos é perdida com o fim da vida útil de equipamentos eletrónicos devido a deficiências nos métodos de recolha, tecnologias de reciclagem e despejo ilegal.

A informação foi dada pela União Internacional das Telecomunicações, UIT, que revelou, igualmente, que dispositivos eletrónicos podem conter até 60 elementos químicos diferentes.

Equipamento

Para a agência, os impactos ambientais adversos e o esgotamento de uma base de recursos potencialmente valiosa resultam da incapacidade de fechar o ciclo de lixo eletrónico.

O secretário-geral da UIT, Hamadoun  Touré, defendeu a capacitação e a transferência de tecnologias para países em desenvolvimento como formas para reduzir o desperdício e a poluição.

Normas

O representante também considera importantes a aplicação de normas internacionais e a criação de modelos de negócios sustentáveis.

Para Touré, o desafio do lixo eletrónico carece de uma combinação de legislação eficaz com incentivos para desenvolver oportunidades de negócios e de emprego com vista a maximizar a vida útil dos recursos.

Meio Ambiente

Um acordo alcançado recentemente sobre uma agenda de promoção de avanços no tratamento de resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos na América Central e das Caraíbas foi enaltecido pela UIT.

Aos vários governos, empresas privadas, universidades e ONGs da região foi recomendado o desenvolvimento de regulamentos, de legislação e de normas internacionais.

O objetivo é mitigar os efeitos potencialmente prejudiciais do lixo eletrónico sobre o meio ambiente e  a saúde das populações locais.