Testemunho: Hipertenso, sem viver aterrorizado

5 abril 2013

Por ocasião do Dia Mundial da Saúde, Armando Lemos apresenta o seu testemunho como paciente de hipertensão aos 67 anos. A doença é destacada na data, assinalada a 7 de abril.

“Não é preciso viver aterrorizado”, refere o  engenheiro civil que sobreviveu a um ataque cardíaco há três anos.

Falando de Lisboa, Lemos destaca a transformação nos hábitos de vida e aborda a rotina com a medição, a alimentação, o exercício e o associativismo.

Acompanhe a entrevista a Eleutério Guevane.

Tempo total: 5´52´´.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud