Clip: educação é semente para evitar genocídios

5 abril 2013

O representante da União Africana junto às Nações Unidas fala das mudanças em instrumentos legais do continente feitas em consequência do genocídio ruandês. O massacre resultou na morte de mais de 800 mil tutsis e hutus moderados em 1994.

Téte António destaca que a União Africana insiste na importância da educação permanente das gerações de jovens sobre o tema, para que sejam evitados atos similares ao massacre recordado na ONU neste 7 de abril.

Acompanhe a conversa com Eleutério Guevane.

Tempo total: 1´11´´