Coordenador humanitário da ONU condena tensão entre Gaza e Israel

3 abril 2013

Agências noticiosas apontam para lançamento de foquetes nesta terça e quarta-feira contra alvos israelitas; imprensa de Israel diz que país lançou ataque aéreo em resposta a tiros de morteiro que teriam atingido o sul.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O coordenador especial da ONU para o Médio Oriente disse estar preocupado com a volatilidade da situação no terreno entre Gaza e Israel, após disparos de foguetes ocorridos nesta terça e quarta-feira.

Em comunicado, Robert Serry pediu às partes de abstenham de violência e trabalhem de forma construtiva para a solução de questões não resolvidas sobre prisioneiros.

Disparos

Agências noticiosas informaram que milícias palestinianas dispararam o segundo foguete para Israel na zona da fronteira, horas após um ataque aéreo israelita na Faixa de Gaza. A imprensa israelita refere que o ataque foi em resposta a três tiros de morteiro na região de Negev, no sul.

Os relatos das agências indicam não ter havido feridos como resultado dos incidentes. O ataque é o primeiro após a trégua que se seguiu à operação militar de uma semana que, há quatro meses, fez 160 mortos do lado palestiniano e seis do exército israelita.

Segurança

Na nota, emitida esta quarta-feira, Serry destacou que as novas violações do cessar-fogo colocam em risco o entendimento alcançado a 21 de novembro entre Israel e o movimento Hamas, que governa a Faixa de Gaza.

Para o representante a situação pode fazer recuar as melhorias “graduais, mas tangíveis, alcançadas para flexibilizar o alívio do bloqueio e a situação de segurança entre Gaza e o sul de Israel.”

Moderação

Ele condenou o lançamento indiscriminado de foguetes contra áreas civis e exortou Israel a agir com moderação.

O coordenador prometeu continuar a apoiar os esforços para restaurar a calma e implementar integralmente o cessar-fogo mediado pelo Egito, tido como único caminho viável para resolver a situação em Gaza.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud