ONU diz que falta de confiança atrasa esforços para desarmamento

ONU diz que falta de confiança atrasa esforços para desarmamento

Alta representante das Nações Unidas discursou no início da sessão anual da Comissão de Desarmamento, em Nova Iorque.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A alta representante da ONU para Assuntos de Desarmamento pediu a construção da confiança entre os Estados-membros com o estabelecimento e o reforço das normas globais de questões relacionadas ao tema, as armas nucleares e convencionais.

As declarações de Angela Kane foram feitas, esta segunda-feira, na abertura da sessão anual da Comissão de Desarmamento da ONU, a decorrer durante as próximas três semanas, em Nova Iorque.

Acordo

Kane disse que as medidas para o efeito devem incluir a continuação das negociações sobre um tratado global do comércio de armas. Na sexta-feira, os países-membros da organização não chegaram a acordo quanto ao tratado sobre o tema, após duas semanas de negociações.

A representante mencionou o historial de reforço de objetivos mútuos que abrangem “matérias de desarmamento, os esforços para eliminar as armas de destruição em massa e os esforços para regular e reduzir as armas convencionais.”

Conflitos

Kane disse que o mundo continua perante uma “falta de confiança”, que alimenta a instabilidade no Médio Oriente, no Sul e no Norte da Ásia. Conforme sublinhou ocorre ainda a ampliação de orçamentos militares e a divisão de votos na Assembleia Geral em questões relacionadas com o desarmamento.

No topo da agenda da Comissão está a não-proliferação de armas nucleares, um tema sobre o qual Kane disse que um acordo na presente sessão ajudaria a estabelecer um novo consenso sobre o desarmamento nuclear. A Comissão conclui o seu ciclo trienal em 2014.

O órgão, cuja adesão é universal, é deliberativo e mandatado para fazer recomendações em matéria de desarmamento. Um outro objetivo é acompanhar as decisões e as recomendações da primeira sessão especial da Assembleia Geral dedicada ao desarmamento, realizada em 1978.