Conselho de Direitos Humanos decide investigar Coreia do Norte
BR

21 março 2013

Em resolução, adotada por aclamação, órgão estabeleceu criação de inquérito por um período de um ano.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Conselho de Direitos Humanos da ONU começará a investigar o que chamou de “graves violações de direitos humanos sistemáticas na Coreia do Norte.”

O anúncio foi feito, nesta quinta-feira, pelo órgão com sede em Genebra.

Prestação de Contas

Em uma resolução sobre a situação no país asiático, o Conselho adotou, por aclamação, a renovação do mandato do relator especial para a Coreia do Norte, e a criação de uma comissão de inquérito, que deve durar um ano.

O grupo irá apurar denúncias de violações sistemáticas ocorridas no país e que foram citadas no relatório apresentado ao Conselho. O objetivo é promover a prestação de contas na nação asiática.

O órgão também pediu ao Secretário-Geral da ONU que dispense ao relator especial e à nova comissão toda a assistência e pessoal necessários para fazer o trabalho.

Direito ao Alimento

Vários países se pronunciaram na reunião desta quinta-feira incluindo a Irlanda o Japão e a própria Coreia do Norte. De acordo com o representante norte-coreano, a resolução é “produto de uma confrontação e uma trama política.”

O Japão afirmou que está preocupado com os relatos de violações dos direitos humanos como campos de detenção ilegais, casos de tortura, desaparecimentos forçados incluindo o de cidadãos estrangeiros e o impedimento ao direito ao alimento e à liberdade de expressão.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud