Unesco faz teste em larga-escala de alerta de tsunami no Caribe
BR

20 março 2013

Participam do exercício 32 países, incluindo o Brasil; objetivo é testar a capacidade de reação das ilhas caribenhas e regiões próximas.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

Está sendo realizado nesta quarta-feira um teste em larga-escala para checar o sistema de alerta de tsunamis no Caribe e regiões próximas. O exercício é organizado pela Unesco, por meio da Comissão Oceanográfica Intergovernamental da agência.

A meta é testar a capacidade de reação a tsunamis do Caribe, da costa leste do Canadá, dos Estados Unidos, do Golfo do México e das Bermudas. Participam do exercício 32 países, incluindo Bahamas, Brasil, Costa Rica, Haiti e Nicarágua.

Planos

Na simulação, uma área a 90 km da costa de Aruba será atingida por um terremoto de 8,5 graus na escala Richter, gerando um tsunami. Uma mensagem fictícia é então enviada aos Centros de Alertas de Tsunami do Pacífico e da Costa Oeste e Alasca, que devem gerar um plano de resposta.

Segundo a Unesco, o tipo de teste irá determinar se os países do Caribe estão prontos para responder caso sejam atingidos por um perigoso tsunami. Experiências prévias já ressaltaram a importância da rápida transmissão de informação para minimizar os danos causados pelo fenômeno natural.

A agência da ONU afirma que o Caribe foi atingido por 75 tsunamis nos últimos 500 anos. O desastre natural já matou mais de 3,5 mil pessoas na região. Em décadas recentes, a explosão no crescimento populacional e no número de turistas em áreas costeiras aumentou a vulnerabilidade das ilhas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud