ONU pronta para prestar assistência em relação às ilhas Malvinas ou Falklands
BR

13 março 2013

Ban Ki-moon se manifestou sobre o referendo que aconteceu no início desta semana na região; agências de notícias afirmam que população optou pela manutenção do controle da Grã-Bretanha.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O Secretário-Geral da ONU reafirmou a disponibilidade de oferecer os seus bons ofícios à Argentina e ao Reino Unido, caso ambas as partes se envolvam na questão das Ilhas Malvinas ou Falklands.

O pronunciamento consta da nota emitida pelo porta-voz de Ban Ki-moon, em resposta a questões de jornalistas em relação ao referendo que aconteceu na segunda e terça-feira.

Administração

De acordo com agências de notícias, mais de 90% dos participantes votaram pela continuidade da administração britânica, na consulta sobre o território do Atlântico Sul, habitado por cerca de 2,9 mil pessoas.

Entre abril e junho de 1982, a Argentina e o Reino Unido estiveram envolvidos na Guerra das Malvinas, que durou 10 semanas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud