Libertados os 21 boinas azuis da ONU que estavam detidos nas Colinas de Golã BR

Libertados os 21 boinas azuis da ONU que estavam detidos nas Colinas de Golã

Em nota, Secretário-Geral agradece esforços que permitiram a libertação segura dos soldados da Undof; eles foram presos dia 6, em Al Jamla.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU saudou, neste sábado, a libertação dos 21 boinas azuis da Força Observadora de Desengajamento, Undof.  Eles haviam sido detidos em 6 de março nas Colinas de Golã. A captura ocorreu nas proximidades de Al Jamla, na área de limitação entre Israel e Síria.

Em nota, Ban Ki-moon agradeceu aos esforços de todos os envolvidos em garantir que a libertação do grupo ocorresse com segurança. O Secretário-Geral destacou a imparcialidade de todos os soldados de paz da ONU.

Respeito

Ban Ki-moon pediu ainda respeito à liberdade de movimento da Undof e à segurança de seus integrantes, além da garantia da proteção dos civis da região.

A Undof é a força da ONU responsável por monitorar um  acordo de desengajamento entre Israel e Síria, criado em 1974. Os 21 boinas azuis teriam sido capturados na quarta-feira por elementos armados da oposição síria.