PMA enviou alimentos para 1,7 milhão de pessoas na Síria em fevereiro BR

PMA enviou alimentos para 1,7 milhão de pessoas na Síria em fevereiro

Agência da ONU pretende aumentar auxílio para 2,5 milhões até abril; operação utiliza 400 caminhões por mês.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, informou que, em fevereiro, conseguiu enviar comida para 1,7 milhão de pessoas na Síria.

A meta da agência da ONU é fornecer alimentos até abril para 2,5 milhões. Desde setembro, o PMA tem levado comida para 1,5 milhão de pessoas dentro da Síria.

Fundos

Para transportar toda a assistência de emergência, a agência utiliza uma média de 400 caminhões por mês.

O PMA afirmou que precisa de US$ 526 milhões adicionais, mais de R$ 1 bilhão, para financiar as operações até dezembro deste ano. Até agora, a agência recebeu menos de um terço deste dinheiro.

Violência

O aumento dos conflitos na Síria levou a uma nova onda de deslocados no país. Mais de 20 mil famílias abandonaram suas casas na região de Deir Ezzor.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, afirmou que o número de refugiados sírios transportados da fronteira da Síria com a Jordânia até o campo de Zaatari atingiu 200 mil, nesta quarta-feira.

Segundo a OIM, 48% deles eram mulheres e 19% crianças com menos de cinco anos. O número total de refugiados sírios nos países vizinhos já passou de 1 milhão.

Medicamentos

A Organização Mundial da Saúde informou que faltam medicamentos na Síria para tratar a população. A OMS citou o caso de uma menina de quatro anos, que sofre de câncer, e estava tendo problemas para conseguir tratamento.

Já o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef e o Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha, fizeram apelo por mais doações.

O Unicef disse que recebeu até agora menos de 25% do apelo equivalente a R$ 137 milhões.