Ocha: consequências humanitárias de ataque nuclear seriam catastróficas
BR

4 março 2013

Ocha: consequências humanitárias de ataque nuclear seriam catastróficas

Afirmação é do diretor-geral do Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, em Genebra, Rashid Khalikov; ele alertou para necessidade de planos de contingência e preparação.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Escritório das Nações Unidas para Assistência Humanitária, Ocha, alertou que as consequências humanitárias de um eventual ataque nuclear ou de uma explosão atômica acidental seriam arrasadoras e catastróficas.

O aviso foi dado pelo diretor-geral do escritório do Ocha em Genebra, Rashid Khalikov. Ele discursou na abertura da Conferência Internacional sobre o Impacto Humanitário das Armas Nucleares, em Oslo, na Noruega.

Preparação

Khalikov lembrou que a reunião pretende analisar o impacto de um evento nuclear e o que a comunidade humanitária internacional poderia fazer, de forma realista, para se preparar ou responder a um desastre atômico.

Segundo ele, o assunto tem recebido muito pouca atenção até agora. E afirmou que o Ocha não precisou responder a uma detonação nuclear. Ao mesmo tempo, Khalikov disse que, coletivamente, todos têm que pensar em como responderiam, de forma eficaz, a uma crise atômica.

Oportunidade

O chefe do escritório do Ocha afirmou que a Conferência em Oslo é uma oportunidade importante para que especialistas, em questões humanitárias, possam começar a analisar o que deve ser feito.

Para Khalikov, está claro que se a comunidade internacional não puder responder de forma eficaz a um desastre nuclear, como mostra uma análise inicial, todos têm a responsabilidade de fazer o possível para evitar o uso dessas armas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud