África regista maior crescimento de ligações domésticas à internet, diz UIT

África regista maior crescimento de ligações domésticas à internet, diz UIT

Agência espera que haja mais telefones móveis que habitantes em todo o mundo no próximo ano; continente detém metade da taxa de conexão da Ásia.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O continente africano registou o maior número de ligações domésticas da internet nos últimos quatro anos, com uma subida anual de 27%, revelou esta quarta-feira, a União Internacional para as Telecomunicações, UIT.

No relatório “O Mundo em 2013: Fatos e Números da Tecnologia de Informação e Comunicação”, consta, entretanto, que o continente detém metade da taxa de conexão da Ásia, situada em 32%.

Telemóveis

A Europa continua a ser o continente mais conectado à internet com 75% de penetração. Em todo o mundo, o número de assinaturas do serviço de telefonia móvel está a aproximar-se de 7 mil milhões.

Em 2014, espera-se que com o alcance da marca haja mais telefones móveis que habitantes no planeta.

Populações

Em entrevista à Rádio ONU, de Paris, o assessor da Unesco para Informação e Comunicação, Guilherme Canela, considerou urgente que as populações tenham acesso às tecnologias.

“ (Existe a necessidade de uma estratégia) no desenvolvimento de políticas públicas adequadas para que essas tecnologias cheguem a essas populações de uma maneira menos desigual e não aprofundem desigualdades que antes se viam em outros sectores da economia e da vida.”

Mulheres

No mundo em desenvolvimento, apenas 31% da população devem estar conectadas até o fim deste ano, enquanto nos países em vias de desenvolvimento a taxa é de 77%

A  UIT destaca que os homens estão mais conectados que as mulheres. Ao todo, 1,5 mil milhão de homens trafegam pela rede, 200 milhões a mais que as mulheres.

*Apresentação: Eleutério Guevane.