Unicef anuncia entrega de auxílio à Síria, mesmo com violência intensa

19 fevereiro 2013

Agência destaca que crianças representam cerca de 2 milhões de necessitados; decorre o sétimo Fórum Humanitário sobre a Síria, em Genebra.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, disse que vai aumentar a ajuda humanitária para os sírios mesmo com a intensificação da violência, aliada a significativas lacunas de financiamento.

A agência realça que as crianças representam cerca de metade dos 4 milhões de sírios que carecem de assistência humanitária.

Necessidades

Nesta terça-feira, o Unicef destacou que muitos deslocados pelos confrontos vivem em abrigos coletivos, com poucos recursos e passando pelas necessidades mais básicas. Os suprimentos entregues incluem cobertores, roupas infantis, itens de higiene, lençois de plástico e biscoitos energéticos.

O anúncio foi feito no dia em que as Nações Unidas reafirmaram a necessidade de garantir acesso aos necessitados na Síria, no sétimo Fórum Humanitário sobre o país do Médio Oriente.

Falando à margem do evento, em Genebra, o porta-voz do Escritório de Assistência Humanitária, Ocha, Jens Laerke, disse que apesar do auxílio prestado este mês, a situação está a piorar.

De acordo com o porta-voz, cerca de 65 mil foram apoiadas nas cidades de Alepo, Homs e Idlib somente no mês de Fevereiro em entregas organizadas pela ONU. O representante anunciou esforços para abordar dificuldades de acesso de assistência humanitária levantadas pelas várias partes.

Insegurança

A ONU estima que 70 mil pessoas foram mortas no conflito que se seguiu aos protestos antigovernamentais, iniciados há quase dois anos. Além da insegurança das pessoas, a ONU defende que o número de necessitados quadruplicou desde Junho de 2012.

De acordo com a organização, mais de metade dos hospitais públicos do país foram danificados e vários dos que estão a operar carecem de suprimentos básicos como antibióticos e analgésicos.

Estima-se que uma em cada cinco escolas foi destruída ou é usada como abrigo coletivo.

Combates

Após participar numa missão interagêncial, o Programa Mundial de Alimentação, PMA, destacou que fez chegar ajuda a  áreas controladas pelo governo, e que várias outras estão fora de alcance devido aos intensos combates.

Um outro fator referido pelo PMA é a incapacidade de travessia segura de camiões com através de vários pontos de conflito.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud