Unicef elogia libertação de 24 crianças-soldado em Mianmar
BR

18 fevereiro 2013

Menores foram entregues durante cerimônia em Yangoon; iniciativa é parte do compromisso do governo birmanês em acabar com violações de direitos humanos a crianças e com o fim do recrutamento delas para as forças armadas.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, celebrou a libertação de 24 crianças-soldado em Mianmar. Os menores estavam servindo nas fileiras das Forças Armadas do país, conhecidas como Tatmadaw.

Mianmar, a antiga Birmânia, é governado por uma junta militar. A entrega das crianças ocorreu durante uma cerimônia em Yangoon. Representantes do Unicef no país pediram mais pressa na libertação de outros menores.

Conflitos

A iniciativa faz parte uma força-tarefa da ONU sobre crianças em conflitos armados em acordo com o governo birmanês. O objetivo é acabar com a prática de recrutamento de menores de 18 anos.

Mianmar está entre os 14 países identificados pelas Nações Unidas com graves violações aos direitos das crianças em forças armadas ou grupos armados.

De acordo com o Unicef, os militares de Mianmar concordaram em libertar os menores, e ajudar a conscientizar todos para o Plano de Ação com uma linha de telefone para denúncias de crianças-soldado.

Conselho de Segurança

Ao receber as crianças em Yangoon, nesta segunda-feira, o representante do Unicef disse a elas que a libertação se dava pelo fato de elas terem sido recrutadas, de forma ilegal, por serem menores de 18 anos.

A ação é baseada numa resolução do Conselho de Segurança, 1612, com data de 2005, e que estabelece mecanismos para monitorar e reportar casos graves de violações dos direitos das crianças incluindo recrutamento em forças armadas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud