Ban diz que transição não deve ser prejudicada pela violência na Tunísia

8 fevereiro 2013

Secretário-Geral deplorou assassinato do líder da oposição, Chokri Belaid; agências noticiosas referem que a polícia teria disparado gás lacrimogéneo contra manifestantes no dia do seu funeral.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, pediu que a transição democrática não seja prejudicada por atos de violência política na Tunísia.

Agências noticiosas referem que dezenas de milhares de pessoas se reuniram esta sexta-feira na capital, em Tunis, para acompanhar o funeral do líder da oposição, Chokri Belaid.

Atirador

O secretário-geral do Movimento Patriotas Democráticos e um dos líderes da Frente Popular na Tunísia, na oposição, foi morto esta quarta-feira, por um atirador que veio a fugir numa motorizada na capital tunisina.

As informações das agências apontam que a polícia teria disparado gás lacrimogéneo contra manifestantes na cidade de Gafsa, uma das afetadas pela greve geral que está a ser observada na Tunísia.

Demandas

Em nota, Ban condena veementemente o assassinato referindo que ainda há muito a ser feito em termos do processo constitucional e em relação ao atendimento das demandas sociais e económicas do povo tunisino.

O chefe da ONU reconhece, entretanto, ter havido progressos importantes na transição no país.

Prisão Perpétua

Em 2010, a Tunísia desencadeou os protestos do movimento que veio a ser conhecido como Primavera Árabe, que culminou com a saída do cargo do presidente Zine al-Abedine Ben Ali em Janeiro seguinte.

O antigo líder, que foi sentenciado à prisão perpétua pelas mortes ocorridas durante os protestos, está exilado na Arábia Saudita.

Reformas

Um novo governo eleito passou a administrar o país do norte de África desde Outubro de 2011.

O Secretário-Geral conclui a nota encorajando às autoridades tunisinas a avançar com o processo de reformas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud