Banco Mundial lança empréstimo de US$ 700 milhões para Moçambique

30 janeiro 2013

Vice-presidente da instituição financeira apresenta condolências ao presidente moçambicano pelas vítimas de cheias; valor é acrescido a US$ 50 milhões para apoiar os afetados.

Manuel Matola da Rádio ONU em Maputo

O Banco Mundial abriu uma linha de crédito de US$ 700 milhões para os próximos dois anos. O anúncio foi feito esta quarta-feira, em Maputo, pelo vice-presidente regional do órgão para África, Makhtar Diop.

O representante garantiu que Banco Mundial vai manter apoios ao país, e fez saber que novos empréstimos serão destinados às autoridades para os anos 2014 e 2015.

Pagamento

“O Banco Mundial vai trazer nos próximos dois anos um valor total de 700 milhões de dólares para Moçambique, uma contribuição que será nos mesmos termos de zero taxa de "interest rate" e um prazo de pagamento de 50 anos, que é quase doação”.

O responsável apresentou uma mensagem de condolências ao presidente moçambicano, Armando Guebuza, pela morte de 68 pessoas em consequência das calamidades naturais, que afetam 150 mil pessoas.

Desenvolvimento

Makhtar Diop iniciou, na terça-feira, uma visita a Moçambique para se inteirar das prioridades e desafios de desenvolvimento do país face às recentes cheias. Para apoiar às vítimas, o órgão concedeu US$ 50 milhões.

Falando aos jornalistas, Diop lembrou que a instituição financeira também aprovou na semana passada um fundo de US$ 37 milhões para auxílio à saúde nutricional em Moçambique.

Chuvas

“Este recurso poderia ser utilizado para apoiar o povo moçambicano que tem problemas agora como inundações e também apoiar toda a população do país no setor da nutrição e de proteção contra chuvas e inundações”.

Após visitar a capital moçambicana, Dioup seguiu para Adis Abeba, na Etiópia, para participar na Cimeira da União Africana, a terminar nesta sexta-feira.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud