Perspectiva Global Reportagens Humanas

Enviado especial vê pequenos progressos para solução política na Síria BR

Enviado especial vê pequenos progressos para solução política na Síria

Lakhdar Brahimi foi ouvido na tarde desta terça-feira pelo Conselho de Segurança; ele destacou porém, que país está sendo destruído aos poucos.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O Conselho de Segurança ouviu na tarde desta terça-feira o informe do enviado especial da ONU e da Liga Árabe para a Síria. Após o encontro fechado, Lakhdar Brahimi conversou com jornalistas na sede da organização, em Nova York.

O enviado especial disse que está notando pequenos progressos tanto por parte do governo sírio e da oposição e rebeldes. Brahimi notou que os dois lados começam a citar a possibilidade de uma solução política para o confronto, mas ele ressaltou a necessidade de fazer mais pressão.

Situação Humanitária

O impasse já dura quase dois anos e segundo a ONU, pelo menos 60 mil pessoas morreram e 670 mil estão deslocadas na Síria ou fugiram para países vizinhos.

Lakhdar Brahimi ressaltou que pouco a pouco, o país está sendo destruído e que a região está numa situação extremamente ruim e importante para o mundo inteiro. Ele pediu mais unidade no Conselho de Segurança.

O enviado especial deixou claro que não irá se aposentar e ficará no cargo até sentir que pode ser útil em ajudar a resolver a difícil situação.

A crise síria também foi o foco do encontro do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, com o Secretário-Geral da Liga Árabe, Nabil Elaraby. Durante a reunião nesta terça-feira, no Kuwait, os dois líderes enfatizaram a necessidade de um fim imediato ao sofrimento do povo sírio.

Os dois já estão na capital, a Cidade do Kuwait, que recebe nesta quarta-feira a Conferência Humanitária de Doadores para a Síria.