Peste dos pequenos ruminantes alastra-se na África Subsaariana, diz FAO

29 janeiro 2013

FAO defende que maior utilização da vacina contra a doença altamente contagiosa que afeta rebanhos de cabras e ovelhas; Angola entre os países em risco.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A peste dos pequenos ruminantes está a alastrar-se para regiões da África Subsaariana e afeta partes do sul do continente, refere a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO.

A agência defende que a vacina contra a doença, altamente contagiosa que afeta rebanhos de cabras e ovelhas, é pouco utilizada.

Surto

Mais de 75 mil cabras morreram e outras dezenas de milhares foram infetadas na República Democrática do Congo no mais recente surto da peste dos pequenos ruminantes, ocorrida em meados de 2012.

Desde então, a doença foi considerada prioridade no setor pecuário pela Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, que pediu atenção a um possível alastramento para Angola, Botswana e Zâmbia.

Investimento

A FAO recomenda, igualmente, o investimento em práticas de higiene, controlo de fronteiras e maior segurança de saúde em campos agrícolas e mercados.

Nesta terça-feira, a  agência alertou que o mundo corre o risco de repetir o surto “desastroso” de gripe aviária ocorrido em 2006, caso não reforce a sua fiscalização e controlo, paralelamente a outras doenças animais perigosas.

Danos

Entre 2003 e 2011, mais de 400 milhões de galinhas e patos morreram ou foram abatidos devido à doença. Segundo a FAO, os danos económicos foram estimados em US$ 20 mil milhões.

A agência da ONU lembra que o vírus da gripe aviária pode ser transmitido para os humanos. Nos últimos anos, mais de 500 pessoas foram infectadas e mais de 300 morreram.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud