Onusida destaca apelo para maior produção de anti-retrovirais em África

28 janeiro 2013

Pedido foi lançado, em Adis Abeba, pelo presidente sul-africano; Jacob Zuma quer, também, que mais preservativos masculinos e femininos sejam produzidos no continente.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Programa Conjunto da ONU sobre o HIV/Sida, Onusida, destacou o apelo do presidente sul-africano, Jacob Zuma, para que África crie capacidades locais para produzir medicamentos anti-retrovirais para tratar o vírus.

Falando esta segunda-feira, em Adis Abeba, Jacob Zuma declarou que a extensão da epidemia e a redução de fundos de doadores tornam a proposta um imperativo. O líder sul-africano pediu também que sejam produzidos preservativos masculinos e femininos no continente.

Crianças

O Onusida indica ter ocorrido uma queda pela metade no número de novas infecções por HIV em 13 países do continente. Na África Subsaariana, o número de crianças vivendo com o vírus caiu 24% entre 2009 e 2011.

No evento denominado Campanha para Acelerar a Redução da Mortalidade Materno-Infantil em África, Zuma disse que quatro em cada 10 mulheres e crianças na África do Sul morreram devido ao HIV no ano passado.

De acordo com o líder sul-africano, a situação deve ser tida como argumento para reduzir a mortalidade materna e infantil de forma significativa no país.

Ganhos

O apelo a dezenas de homólogos que participaram no encontro na capital etíope, foi no sentido de se garantir a manutenção dos ganhos e expandir o acesso a produtos como preservativos e medicamentos anti-retrovirais.

Mesmo com os ganhos da África para alcançar os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse haver preocupações com os desafios actualmente existentes.

Na Cimeira da União Africana, Ban Ki-moon disse estar preocupado com as centenas de milhões de africanos que vivem na pobreza, e pediu mais esforços em vésperas do prazo de cumprimento das metas globais, em 2015.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud