Mais países aderem à campanha Coração Azul contra o tráfico humano
BR

16 janeiro 2013

Suíça, Sérvia e Colômbia se juntaram ao movimento que tem como objetivo chamar a atenção e informar possíveis vítimas sobre falsas promessas de uma vida melhor no exterior.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Campanha Coração Azul, para combater o tráfico humano, ganhou apoio de mais três países.

Colômbia, Sérvia e Suíça juntaram-se ao movimento para alertar possíveis vítimas sobre falsas promessas de uma vida melhor em outros países.

Combate

Numa conferência, organizada pelo Departamento Federal de Relações Exteriores e pela Organização Internacional para Migrações, OIM, o governo suíço renovou o compromisso de combater o tráfico.

Considerado como um dos países de destino pelos traficantes, a Suíça também é afetada por este problema global.

Autoridades do governo e representantes da sociedade civil suíça criaram um plano de ação nacional, com 23 iniciativas, para lutar contra esse tipo de crime.

Parceiros

Segundo um conselheiro federal suíço, o tráfico humano ocorre em segredo, ninguém vê e poucos tem conhecimento do assunto.

A Sérvia contribuiu para a campanha do Coração Azul com o filme “As Irmãs”, num esforço para ajudar no combate ao tráfico humano. O filme foi produzido com o apoio da OIM, da União Europeia e do governo sérvio.

Baseado num acontecimento real, o filme mostra a história de duas irmãs sérvias que decidem aceitar uma proposta de trabalho na Itália. Logo, elas viram vítimas do crime organizado e são forçadas a se prostituir.

O video é usado como material educativo para informar jovens sobre os perigos de se buscar um emprego no exterior.

Teatro

Na Colômbia, as autoridades também resolveram usar a arte para alertar sobre o problema.

Com o apoio do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, e o Ministério do Interior colombiano, foi produzida uma peça de teatro contando a história de cinco mulheres.

A peça detalha as experiências vividas por estas jovens colombianas vítimas do tráfico humano.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud