ONU: apoio internacional ao Haiti deve continuar, três anos após terremoto
BR

11 janeiro 2013

Em mensagem lida pelo subsecretário-geral para Operações de Paz, Ban Ki-moon lembrou os que perderam a vida na tragédia e os sobreviventes que ainda estão vivendo em acampamentos pelo país.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU enviou uma mensagem aos funcionários da Missão de Estabilização no Haiti, Minustah, sobre os três anos do terrremoto que atingiu o país em 12 de janeiro de 2010.

A mensagem de Ban foi lida pelo subsecretário-geral de Operações de Paz, Hervé Ladsous, durante a cerimônia, na capital Porto Príncipe.

Resistência

Segundo agências humanitárias, até 280 mil pessoas podem ter morrido no terremoto incluindo 102 funcionários da ONU.

Ban lembrou a visita que fez ao Haiti logo após a tragédia, e elogiou a contribuição da comunidade internacional e o que chamou de resistência do povo haitiano para reconstruir o país.

Ele disse que a ONU continua preocupada com o futuro de mais de 300 mil haitianos que estão vivendo em acampamentos após perdem suas casas. Uma situação ainda mais grave devido a vários furacões, que passaram pela ilha desde o terremoto, e à insegurança alimentar.

O Secretário-Geral da ONU encerrou a nota dizendo que a comunidade internacional deve continuar apoiando o Haiti neste momento de grande carência na obtenção de um futuro mais próspero.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud