Três anos após terremoto, estabilização deve ser o foco do Haiti
BR

10 janeiro 2013

Afirmação é do subsecretário-geral para Operações de Paz da ONU, que está em visita oficial ao país; Hervé Ladsous se encontrou com o presidente Michel Martelly.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O subsecretário-geral para Operações de Paz da ONU está visitando o Haiti, na semana em que o país relembra os três anos do terremoto, ocorrido em 12 de janeiro de 2010.

Segundo o porta-voz do Secretário-Geral, ao chegar à ilha caribenha, na tarde de quarta-feira, Hervé Ladsous se encontrou com o presidente haitiano, Michel Martelly.

Memória

Falando à imprensa na capital, Porto Princípe, o representante da ONU destacou a oportunidade de relembrar todos aqueles que morreram durante a tragédia.

Segundo o governo, foram 300 mil mortos, incluindo 102 funcionários da organização. Na época, mais de 1,5 milhão de pessoas ficaram desabrigadas após o terremoto destruir diversas áreas do país.

Fase

Para Hervé Ladsous, três anos após a tragédia, o foco agora é sair da situação de emergência e entrar numa fase de estabilização da ilha. O subsecretário-geral deve ter ainda reuniões com representantes do governo haitiano, incluindo o ministro das Relações Exteriores e integrantes da Missão da ONU no país, Minustah.

O aniversário do terremoto é no sábado e Ladsous deverá retornar a Nova York durante o fim de semana.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud