ONU responde relatos sobre possível uso de aviões na RD Congo

9 janeiro 2013

Porta-voz do Secretário-Geral explicou a jornalistas dizendo que tema ainda está sendo analisado, e que aeronaves não-tripuladas teriam como objetivo monitorizar grupos armados no leste do país africano.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas disseram que consideram formas de proteger civis com um possível uso de aviões não-tripulados no leste da República Democrática do Congo, RD Congo.

A informação foi dada, esta quarta-feira, em Nova Iorque, pelo porta-voz do Secretário-Geral, Martin Nesirky, em resposta a uma questão colocada por um jornalista.

Veículos

De acordo com o porta-voz, os veículos aéreos não-tripulados não serão armados e a sua finalidade deve ser a de proteger os civis, monitorizando a atividade de grupos armados. Ele acrescentou que a possibilidade ou momento de uso experimental devem respeitar procedimentos e consultas com órgãos legislativos.

Nesirky explicou que o assunto foi mencionado numa carta ao presidente do Conselho de Segurança, em 27 de Setembro, como parte dos meios adicionais e recursos para reforçar o cumprimento do mandato da missão da ONU no país.

Cooperação

A organização defende que o uso dos veículos será feito “apenas em cooperação com o governo da RD Congo.”

Nesirky esclareceu que para a sua introdução será necessário um mandado dos Estados-membros para equipar a missão.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud