Missão militar da ONU poderá investigar morte de soldados indianos BR

Missão militar da ONU poderá investigar morte de soldados indianos

Índia acusa Paquistão de matar dois militares durante confronto ocorrido na terça-feira; Nações Unidas apelam aos dois países a respeitarem cessar-fogo.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Grupo Militar de Observação das Nações Unidas na Índia e no Paquistão, Unmogip, recebeu uma reclamação oficial do exército paquistanês, acusado de matar dois soldados indianos na terça-feira.

Agências de notícias destacam que a Índia está acusando o Paquistão de ter assassinado os militares durante confrontos na Linha de Controle da Caxemira. A região é disputada pelos dois países há mais de 60 anos, mas um cessar-fogo está sendo respeitado desde 2003.

Situação

O Paquistão rejeita as alegações de que teria atirado contra a fronteira e matado os soldados indianos durante o conflito, considerado pelo exército da Índia como “um ataque bárbaro”.

Em Nova York, o porta-voz do Secretário-Geral explicou que a Unmogip poderá investigar o caso.

Apelo 

Segundo Martin Nesirky, a missão da ONU poderá conduzir uma investigação, assim que possível, e que esteja de acordo com o seu mandato para a região.

O porta-voz disse também que a Unmogip está ciente de que as forças armadas da Índia e do Paquistão estão em contato e apela aos dois países que respeitem o cessar-fogo e diminuam as tensões por meio do diálogo.