Iniciativa para proteger crianças envolve comunidades nigerinas

Iniciativa para proteger crianças envolve comunidades nigerinas

De acordo com o Unicef, quase 70% das meninas não tiveram acesso à escola; comunidades devem abordar trabalho infantil, exploração, violência e outros abusos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo da ONU para a Infância, Unicef, anunciou o início de um programa piloto para capacitar comunidades para abordar desafios infantis no Níger.

A iniciativa, realizada em parceria com o Governo e um grupo de ONGs, treina educadores selecionados, a nível local, com vista  à maior perceção e tratamento das crianças.

Problemas

Após a formação, pequenos grupos de pais são estimulados a discutir abertamente problemas de proteção aos menores. Em fase posterior são reunidos anciãos, crianças, mulheres e homens num encontro convocados para o efeito.

O Unicef estima que sete em cada 100 meninas não tiveram acesso à escola primária e um terço delas casaram antes de atingir os 15 anos.

Mais de uma centena de comunidades nigerinas deve beneficiar do programa durante a  fase-piloto de três anos. A expectativa é promover mudanças na prevenção e resposta a questões como trabalho infantil, exploração, violência e vários abusos.