Secretário-Geral condena violência a civis em Mianmar
BR

2 janeiro 2013

Ban Ki-moon citou relatos sobre ataques aéreos a vários alvos; segundo agências de notícias, um vídeo teria mostrado helicópteros atacando jatos que voavam perto de áreas rebeldes, no estado de Kachin, norte do país.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O Secretário-Geral da ONU informou que está ciente de relatos sobre ataques aéreos recentes contra vários alvos no estado de Kachin, no norte do Mianmar, a antiga Birmânia.

Uma nota emitida, nesta quarta-feira, pelo porta-voz de Ban Ki-moon menciona detalhes sobre ataques, que ainda estão sendo apurados.

Trincheiras

De acordo com agências de notícias, aeronaves militares teriam atacado áreas dominadas por rebeldes durante os últimos cinco dias. As agências citam um vídeo de fontes humanitárias que mostra helicópteros atacando  jatos que voavam perto das trincheiras de rebeldes.

Por outro lado, fontes governamentais teriam afirmado que o Exército não tem qualquer conhecimento dos ataques aéreos.

Civis

Em nota, Ban Ki-moon pediu  às autoridades que desistam de qualquer ação que possa pôr em risco a vida de civis  vivendo na área além intensificar o conflito na região.

A nota refere que as hostilidades causaram deslocamento das pessoas que precisam de assistência humanitária.

Ban Ki-moon considerou vital que haja acesso para levar ajuda às comunidades carentes.

No comunicado, ele exortou às partes envolvidas  a trabalhar para a reconciliação política, com vista a estabelecer as bases para um desfecho “justo e durável.”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud