Ban pede fim de ações que ponham em perigo a vida de civis no Mianmar

2 janeiro 2013

Secretário-Geral fala de relatos sobre ataques aéreos recentes contra vários alvos;  agências noticiosas referem-se a vídeo  a mostrar helicópteros em ataque e jatos a voar perto das trincheiras de rebeldes.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU disse ter tomado nota de relatos sobre ataques aéreos recentes contra vários alvos no estado de Kachin, no norte do Mianmar.

Uma nota, emitida esta quarta-feira pelo seu porta-voz, refere que detalhes estão ainda a emergir e seguidos de perto.

Rebeldes

Agências noticiosas referem que aeronaves militares teriam atacado áreas dominadas por rebeldes durante os últimos cinco dias. As agências citam um vídeo de fontes humanitárias a mostrar helicópteros em ataque e jatos a voar perto de trincheiras de rebeldes.

Por outro lado, fontes governamentais são igualmente destacadas a referir que o Exército não tinha informação de quaisquer ataques aéreos.

Perigo

O apelo de Ban Ki-moon  às autoridades é que desistam de qualquer ação que possa pôr em perigo a vida de civis vivendo na área, além do intensificar do conflito na região.

A nota refere que as hostilidades causaram deslocamento de civis à grande escala, que continuam a necessitar de assistência humanitária.

Comunidades Vulneráveis

Ban Ki-moon considera vital que haja acesso atempado para distribuir ajuda às comunidades vulneráveis.

No comunicado, o Secretário-Geral também exorta às partes envolvidas a trabalhar para a reconciliação política, com vista a estabelecer as bases para um desfecho “justo e durável.”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud