Pedro Pires quer esforços adicionais para intervenção feminina mais forte

26 dezembro 2012

Em declarações à Rádio ONU, antigo líder cabo-verdiano realça papel feminino no progresso e desenvolvimento; recentemente, país acolheu estudo para “mapear” efeitos de género do comércio.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A discriminação positiva deve ser aliada a esforços da sociedade para preparar uma presença mais forte das mulheres em atividades económicas, defendeu o antigo presidente cabo-verdiano, Pedro Pires.

Recentemente, a Conferência da ONU para o Desenvolvimento e Comércio, Unctad, fez um estudo de caso em Cabo Verde para documentar os efeitos de género no comércio.

Agente

Falando à Rádio ONU, da Cidade da Praia, o vencedor do Prémio de Liderança Africana Mo Ibrahim realçou o papel feminino na transformação do progresso e do desenvolvimento, referindo ser um “agente económico indispensável.”

Políticas

“A mulher na sociedade cabo-verdiana teve avanços significativos e podemos dizer que está hoje está em pé de igualdade com os homens. Está claro, não é a 100% como se pode esperar. Com os avanços conseguidos nas áreas da educação, da formação e da participação política, creio que houve um ganho significativo que deverá ser consolidado proximamente”, referiu.

Pires destaca que a valorização da mulher “é um esforço que deve ser desenvolvido para erradicar a pobreza.”

Políticas

No estudo, o Unctad sublinha o papel das políticas macroeconómicas e comerciais na redução das desigualdades, sobretudo entre mulheres e homens.

O documento recomenda aos políticos a prosseguir ativamente como vista a alcançar a neutralidade de género, e recorre ao exemplo das políticas comerciais para destacar disparidades ocorridas ao londo de “vários anos”.

O Unctad pede maior análise na perspetiva de género, destacando a perda de oportunidades para o fim de desigualdades nas políticas económicas quando a mulher não está inclusa no projeto ou implementação de acordos comerciais.

Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News 

Baixe o aplicativo/aplicação para  iOS ou Android

Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud