Jorge Sampaio que maior aposta na educação de crianças e jovens

21 dezembro 2012

No fim deste mês, alto representante Aliança das Civilizações cessa mandato de cinco anos à frente da iniciativa das Nações Unidas; antigo presidente português faz balanço positivo do trabalho à frente do grupo.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O antigo presidente de Portugal, Jorge Sampaio, defende que ainda há muito a fazer, principalmente na área da educação de crianças, jovens e na informação.

Com o fim de 2013, o alto representante do Secretário-Geral da ONU para a Aliança das Civilizações cessa o mandato de cinco anos, assumido desde a sua fundação.

Entendimento

O cargo passa a ser assumido pelo embaixador do Catar e antigo presidente da Assembleia-Geral, Nassir Abulaziz al-Nasser.

Falando à Rádio ONU, Sampaio lançou um apelo ao entendimento e ao respeito das liberdades individuais.

Balanço

“Não tenhamos ilusões de que o fermento do extremismo está aí, e portanto nós temos que apoiar todos aqueles que, de um lado e do outro, chamemos assim são capazes de pugnar pelo entendimento, a discussão das diversidades, das dificuldades, mas ao mesmo tempo ter capacidade de exercer a liberdade de ação, de religião, de pensamento são fundamentais. Mas há qualquer coisa de responsabilidade que, a meu ver é inerente nisso. Mas este é um balanço difícil de fazer, e que a meu ver, estará connosco muito tempo a seguir.”

As Nações Unidas fazem a gestão da Aliança das Civilizações, após ter sido entregue pelos mentores – os governos da Turquia e da Espanha. O grupo reúne especialistas e conselheiros de todo o mundo.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud