Ban afirma que união é a chave para atingir as Metas do Milênio
BR

20 dezembro 2012

Celebrando Dia Internacional da Solidariedade Secretário-Geral da ONU disse que cooperação entre países ajuda a reduzir pobreza e nos avanços democráticos.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

No Dia Internacional da Solidariedade, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que a união é a chave para alcançar as Metas do Desenvolvimento do Milênio.

Em comunicado, Ban afirmou que os benefícios dessa cooperação podem ser vistos na redução da pobreza e nos avanços das liberdades democráticas.

Transição

O Secretário-Geral afirmou que o Dia da Solidariedade, este ano, acontece num momento de uma dramática transição. Ban disse que os povos no mundo estão exigindo mais liberdade política, responsabilidade e igualdade.

Segundo ele, a interdependência global está aumentando e o mundo pode criar soluções para um futuro mais seguro, sustentável e próspero se agir como um só.

Solidariedade

Ban Ki-moon declarou que a solidariedade é crucial para resolver problemas. Um exemplo disso, para ele, foi a coesão dos países vista na Conferência sobre o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, em junho.

O Secretário-Geral afirmou que governos, sociedade civil e setor privado se uniram e concordaram em promover um futuro econômico, social e  ambiental sustentável.

Agenda

Ban pediu aos países que intensifiquem os esforços para o cumprimeto das Metas de Desenvolvimento do Milênio até 2015. Os objetivos foram estipulados em 2000 por governos e organizações para reduzir a pobreza.

O Secretário-Geral falou também da importância do lançamento das bases da agenda das Metas do Milênio pós 2015. O processo, segundo ele, busca incluir as ideias de especialistas e do cidadão comum.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud