Necessários fundos para estratégia para conter grupo de Joseph Kony

19 dezembro 2012

Fórum de Mobilização de Recursos deve ocorrer no início do próximo ano;  ONU regista incursões do Exército de Resistência do Senhor em áreas do leste da RD Congo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas e a União Africana vão pedir fundos adicionais para uma estratégia contra os rebeldes do Exército de Resistência do Senhor, LRA,  em 2013.

A informação foi dada, em Nova Iorque, pelo representante especial do Secretário-Geral da ONU  para a África Central, Unoca, Abou Moussa.

África Central

Falando ao Conselho de Segurança, o também chefe do Escritório Regional das Nações Unidas abordou a urgência de reduzir o impacto do grupo armado emcomunidades na África Central.

Formado no Uganda, em 1980, o LRA atua sob liderança de Joseph Kony. A ONU refere que nos países vizinhos, as atividades intensificaram em 2002, com ações na República Democrática do Congo, RD Congo, Centro-Africana e o Sudão do Sul.

Massacres

As ações atribuídas ao grupo incluem massacres em aldeias, mutilação de vítimas e rapto de menores para uso como soldados ou escravidão sexual. No ano passado, houve registo de incursões em áreas como o Leste da RD Congo.

O Departamento de Operações de Paz das Nações Unidas, Dpko, estima que o grupo seja composto por pelo menos 500 integrantes, mas realça a sua grande capacidade de ataque às comunidades locais.

Abou Moussa disse que está a ser concluído o programa para mobilizar recursos para implementação do plano, a ser seguido por um Fórum de Mobilização de Recursos no início do próximo ano.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud