Lançado apelo humanitário de 1,5 mil milhões para a Síria

19 dezembro 2012

De acordo com o coordenador humanitário para a Síria, pedido é o maior apelo humanitário de curto prazo de sempre; cerca de 4 milhões de pessoas carecem de ajuda humanitária dentro do país.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas lançaram, esta quarta-feira, um apelo de US$ 1,5 mil milhões para assistência humanitária aos sírios dentro e fora do país em 2013.

Ao formalizar o pedido, em Genebra, o coordenador humanitário para a Síria, Radhouane Nouicer, disse tratar-se do maior apelo humanitário de curto prazo de sempre. Os valores devem ser aplicados no  Plano de Resposta Humanitária à Síria e o Plano de Resposta Regional.

Necessidades

As prioridades são assistência alimentar, abrigo, água e saneamento. A ONU espera, igualmente, cobrir necessidades de nutrição e serviços médicos em coordenação com dezenas de ONGs parceiras.

No território sírio serão aplicados US$ 519 milhões para apoiar cerca de 4 milhões de pessoas, um número que quadruplicou desde Março. Metade dos necessitados são desalojados internos, sujeitos a dificuldades devido à falta de acesso, combustível e fundos das agências.

Mortes

O Escritório da ONU de Assistência Humanitária, Ocha,  refere que o conflito está tornar-se brutal e indiscriminado, apontando para o aumento do número de mortos.

As últimas estimativas apontam para pelo menos 20 mil baixas, a maioria civis, desde o indício de protestos contra o presidente Bashar al-Assad há 21 meses.

As Nações Unidas estimam que, atualmente, cerca de meio milhão de sírios estão registados ou aguardam registo nos países vizinhos e no Norte de África.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud