FAO: produtos florestais mostraram leve recuperação da crise BR

FAO: produtos florestais mostraram leve recuperação da crise

Setor cresceu entre 1% e 4% em 2011 graças ao comércio na Ásia Pacífico, principalmente na China.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A indústria de produtos florestais está mostrando sinais de uma leve recuperação da crise econômica. A informação foi divulgada pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO.

Segundo a agência, o melhor desempenho está sendo registrado na região da Ásia Pacífico, especialmente a China. Em média, a produção global dos principais produtos florestais cresceu ente 1% e 4% em 2011, se comparado ao resultado de 2010.

Maior Exportador

A venda de  paineis de madeira e celulose ficou acima dos níveis de 2007, antes da crise. Nos mercados para polpa e papel, o aumento geral foi de cerca de 1% ao ano. O consumo aumentou na região da Ásia Pacífico, mas caiu na Europa e na América do Norte.

A China está crescendo na produção de artigos florestais e já é o segundo produtor de madeira serrada atrás apenas dos Estados Unidos.

O país asiático também é o maior importador de toras e o maior exportador de paineis de madeira. No total, os produtos importados de todos os artigos florestais pela China chegam a US$ 43 bilhões, equivalentes a R$ 96 bilhões, representando 16% de todo o comércio global do setor.

Restrições

Grande parte da madeira serrada produzida na Rússia, o país com o maior volume de produtos florestais do mundo, era enviada à China. Mas devido às restrições impostas à exportação da madeira, o comércio entre os dois países caiu entre 2007 e 2009. Com isso, aumentaram as exportações de madeira de outros países como Estados Unidos, Canadá e Nova Zelândia para a China.

O banco de dados da FAO sobre produtos florestais tem mais de 1,2 milhão de registros e comercializa 52 artigos em 245 países e territórios.