Ban fala de esforços para eleições credíveis e transparentes na Guiné-Bissau

11 dezembro 2012

Em encontro realizado à porta fechada no Conselho de Segurança, lança apelo  a políticos e militares para o respeito às regras de eleições democráticas

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas apontaram a necessidade de garantir um pleito credível e transparente na Guiné-Bissau, num encontro realizado à porta fechada no Conselho de Segurança.

A informação foi dada a jornalistas, esta terça-feira, em Nova Iorque, pelo porta-voz do Secretário-Geral da ONU, Marin Nesirky.

Respeito

O porta-voz cita Ban Ki-moon como tendo pedido que, enquanto decorrem esforços para assegurar eleições transparentes e credíveis, os atores políticos e, principalmente militares, atuem dentro do quadro do Estado de Direito e respeitem regras de eleições democráticas.

Nesirky aponta que o Secretário-Geral lembrou que o país ficou virtualmente paralisado, após o impasse político na sequência do golpe militar de 12 de Abril. A ação ocorreu nas vésperas da segunda volta das eleições presidenciais, para as quais também concorria o deposto primeiro-ministro Carlos Gomes Júnior.

Mutaboba

Na reunião, ocorrida esta terça-feira, o representante do Secretário-Geral da ONU no país, Joseph Mutaboba, apresentou o informe sobre a situação na nação da África Ocidental, cerca de três meses após o informe anterior.

O relatório foi o último de Joseph Mutabola, antes de cessar o seu mandato de quatro anos como enviado de Ban Ki-moon no país da África Ocidental no final deste mês.

SONORA: Martin Nesirky, Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud