ECA defende agregação de valor das mercadorias em África

10 dezembro 2012

Comissão refere que medida deve substituir a exportação de matéria-prima bruta, principalmente nos minerais.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Comissão Económica da ONU para África, ECA, defende que o continente deve agregar valor às mercadorias, em substituição da sua exportação como matéria-prima em bruto.

A divisão da Comissão que lida com a Nova Parceria para o Desenvolvimento de África, Nepad, refere que a industrialização pode ajudar no crescimento dos países a níveis elevados, além de criar milhões de empregos para jovens.

Pobreza

A aposta apoiaria o combate à pobreza de forma sustentável, de acordo com o diretor de Desenvolvimento Económico e da Divisão da Nepad na ECA, Emmanuel Nnadozie.

A comissão pede maior aproveitamento do facto de o continente já estar a exportar grandes quantidades de mercadorias. O representante disse acreditar na criação de vínculos na cadeia de valor para gerar empregos, principalmente no setor de minerais.

Quanto às empresas é recomendada a partilha de progressos e a cooperação na formulação de políticas comerciais de curto, médio e longo prazos além da troca de pontos de vista em políticas para o desenvolvimento industrial.

.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud