Fórum da ONU defende paz e estabilidade para a visão de desenvolvimento

29 novembro 2012

Com foco especial em África, Conferência sobre Conflito e Fragilidade deve abordar desastres e conflitos armados; anualmente 200 milhões de pessoas são afetadas e 500 mil perdem a vida.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova Iorque.*   

Um fórum internacional, a arrancar esta quinta-feira, na capital da Libéria, Monróvia, debate a paz, a estabilidade, os desastres e os conflitos em todo o globo.

Nas vésperas da conferência, a ser liderada pelos governos da Libéria e da Finlândia, a ONU anunciou que os desastres e a violência armada matam 500 mil pessoas anualmente além de atingir mais de 200 milhões no mundo.

Metas do Milénio

Os conflitos armados, a violência e os desastres são amplamente vistos como obstáculos significativos para que os países do terceiro mundo alcancem as Metas de Desenvolvimento do Milénio, da ONU.

O Fórum na Libéria é o último de uma série de encontros promovidos pela organização e suas agências para consultar vários setores da sociedade. O objetivo é saber como questões ligadas aos desastres, violência e segurança podem ser integradas num plano de desenvolvimento universal.

Tragédia

Desde 2000, os desastres causaram 1,1 milhão de mortes e afetaram 2,7 mil milhões de pessoas no mundo. As perdas económicas chegaram a US$ 1,3 mil milhão.

Segundo o Escritório para Desastres e Redução de Risco da ONU, três quartos dos 40 maiores beneficiários de ajuda humanitária, incluindo 11 países africanos, continuam a registar conflitos nos seus territórios.

Apresentação: Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud