Até 2050, mais de 30% dos nascimentos no mundo serão em África

20 novembro 2012

Unicef diz que crescimento populacional será maior nos países do Hemisfério Sul; aumento é trêz vezes superior às taxas de 1950 para o continente. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo da ONU para a Infância, Unicef, estima que até 2025, o aumento de crianças na população mundial atinja cerca de 4% até 2025, a nível global. África terá um em  cada três nascimentos, uma das maiores dos países do Hemisfério Sul.

Os dados foram divulgados, nesta terça-feira, para marcar o Dia Universal da Criança. O aumento da população infantil no continente Africano deve ser três vezes superior ao registrado na década de 50.

Tendências

Mas para o Unicef, o mais importante é entender as tendências demográficas para as crianças do século 21.

Em entrevista à Rádio ONU, do Huambo, o angolano Dário Castro, de 12 anos, falou dos problemas que tem acompanhado através do contacto mantido com menores como integrante da rede da criança do seu país.

Mortes

“Agora já há alimentação para todos, há água mas mesmo assim há gente que não tem o que comer. isso que faz com que as crianças tenham um curto período de vida. Outro problema que também se acentua muito em Angola, e na nossa África, é o da saúde - não temos muitos hospitais para crianças o que muitas vezes torna os problemas de saúde muito mais graves e, depois, podem levar a criança até à morte”, frisou.

De acordo com o estudo da agência da ONU, quase uma em cada três crianças com menos de 18 anos será africana.

Região Subsaaariana

Mesmo assim, as mortes de crianças menores de cinco anos continuarão a ocorrer na região subsaariana.

O Unicef alerta que as mudanças demográficas relativas às crianças poderão representar um desafio aos formadores de políticas públicas, nas décadas seguintes ao prazo de cumprimento das Metas do Milênio, marcado para 2015.

Dia Universal

O Dia Universal das Crianças foi lançado pela Assembleia Geral em 1954. O objetivo da data é chamar a atenção para o bem-estar de crianças em todo o mundo, e como estão previstos na Carta da ONU. Neste dia, também foi adotada a Convenção sobre os Direitos da Criança, em 1989.

A pesquisa do Unicef concluiu que os Estados Unidos são o único país de renda alta que deve registrar um aumento no número de menores até 2025.

Direitos

O co-autor do estudo, Danzhen You disse que é preciso garantir os direitos das crianças. Ele lembrou que por não poderem votar, os menores não são ouvidos, em muitos casos, por governos que tomam decisões sobre financiamentos, por exemplo.

Na lista de países com o maior número de população infantil, China e Índia deverão concentrar a maior parte do grupo. Já a Nigéria terá o maior crescimento na faixa abaixo de 18 anos.

Segundo as estimativas, os 49 países menos desenvolvidos do mundo, (LDC na sigla em inglês), somarão juntos 455 milhões dos 2 mil milhões de nascimentos entre 2010 e 2025.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud