Após morte de blogueiro em prisão no Irã, Unesco quer investigação
BR

15 novembro 2012

Diretora da agência “seriamente preocupada” com o caso; Sattar Beheshti escrevia sobre políticas e direitos humanos e estava detido desde outubro.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

 A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, Unesco, pediu nesta quinta-feira investigação sobre a morte de um blogueiro do Irã.

Em nota, a agência destaca que Sattar Beheshti, de 35 anos, escrevia sobre política e direitos humanos no blog “Magalh 91”. Ele havia sido preso em outubro e morreu detido no dia 6 de novembro.

Liberdade de Expressão

Segundo a Unesco, a família do blogueiro conseguiu ter acesso ao corpo para realizar o funeral e teriam sido encontrados sinais de violência. A diretora-geral da agência disse estar “seriamente preocupada” com o caso e apelou às autoridades que investiguem as circunstâncias exatas da morte.

No comunicado, Irina Bokova ressalta que a liberdade de expressão é um direito humano básico e componente essencial da democracia, da boa governança e do Estado de direito.

Na segunda-feira, agência de notícias citaram a mídia local do Irã, que teria informado sobre a prisão de três pessoas relacionadas à morte do blogueiro e os suspeitos estariam sob custódia policial.

 *Apresentação: Leda Letra.  

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud