Perspectiva Global Reportagens Humanas

Após morte de blogueiro em prisão no Irã, Unesco quer investigação BR

Após morte de blogueiro em prisão no Irã, Unesco quer investigação

Diretora da agência “seriamente preocupada” com o caso; Sattar Beheshti escrevia sobre políticas e direitos humanos e estava detido desde outubro.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

 A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, Unesco, pediu nesta quinta-feira investigação sobre a morte de um blogueiro do Irã.

Em nota, a agência destaca que Sattar Beheshti, de 35 anos, escrevia sobre política e direitos humanos no blog “Magalh 91”. Ele havia sido preso em outubro e morreu detido no dia 6 de novembro.

Liberdade de Expressão

Segundo a Unesco, a família do blogueiro conseguiu ter acesso ao corpo para realizar o funeral e teriam sido encontrados sinais de violência. A diretora-geral da agência disse estar “seriamente preocupada” com o caso e apelou às autoridades que investiguem as circunstâncias exatas da morte.

No comunicado, Irina Bokova ressalta que a liberdade de expressão é um direito humano básico e componente essencial da democracia, da boa governança e do Estado de direito.

Na segunda-feira, agência de notícias citaram a mídia local do Irã, que teria informado sobre a prisão de três pessoas relacionadas à morte do blogueiro e os suspeitos estariam sob custódia policial.

 *Apresentação: Leda Letra.