Comunidades angolanas terão sistema de resposta à malnutrição

6 novembro 2012

Projeto, apoiado pela ONU, pretende sensibilizar a população para previr a malnutrição e realizar a despistagem da malnutrição aguda e moderada nas crianças dos zero aos cinco anos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Angola terá um sistema de resposta comunitária à malnutrição nas 10 províncias mais afetadas pela seca. A iniciativa envolve o Governo e parceiros, incluindo as Nações Unidas.

O projeto pretende sensibilizar a população para previr a malnutrição e realizar a despistagem da malnutrição aguda e moderada nas crianças dos zero aos cinco anos.

Gestão Comunitária

Nesta terça-feira foi lançado o programa de gestão comunitária da malnutrição na província do Cuanza-Sul, que segundo as autoridades deve “criar condições para dar resposta a crise nutricional”.

Nas províncias beneficiárias ocorre uma situação de estiagem devido à queda de chuvas na ordem dos 60% durante mais de um ano.

Segurança Alimentar

De acordo com o governo, a produção agrícola diminuiu em mais de 400 mil toneladas, afetando a segurança alimentar de aproximadamente 1,8 milhão de pessoas.

O Ministério da Saúde estima que 500 mil menores podem sofrer de malnutrição aguda se não houver resposta adequada com ações que visam sensibilizar a população e promover a despistagem da malnutrição aguda nas crianças.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud